13 de Julho de 2009

“Quando eu nasci/ Havia um anjo/ Havia um demônio/ O anjo me abandonou”. Esses versos são do poema “Lei de Murphy”, cujo poeta é Aaron Lino – contista, cantor, compositor e letrista. Eles explicam minha trágica vida.

 

Cresci isolado de tudo e de todos – dentro de um sítio. Não tenho jeito com os humanos, vivo num mundo absorto – mundo das idéias. Sou um fingidor, visto que repudio a relação humana. Então, para mim, o convívio é trágico.

 

Acredito que desenvolvi a “Síndrome de Narciso”, assim como Castro Alves. Quer saber por que seus olhos são tão bonitos; pois neles consigo ver meu reflexo. Assim sou eu.

 

Mesmo sabendo da minha dificuldade, o mundo ainda conspira contra mim. No dia 06 de junho de 2009, foi marcada uma aula de reposição no shopping, tínhamos que assistir ao filme: “Anjos e Demônios”. Acho que foi a pior decisão involuntária da minha vida, porquanto valia alguns malditos pontos.

 

Tudo começou mal, infelizmente acordei-me nesse dia, deveria ter ido para as profundezas do inferno, visto que seria mais apraz. Peguei uma carona com um colega que é barbeiro, imagine um péssimo motociclista – eleve ao quadrado – esse é ele. Chegamos atrasados a sessão – não preciso explicar – compramos os ingressos por dois reais – até achei estranho, um bom filme por esse preço – já fiquei com um “carrapato” atrás da orelha. Ao sentar, minhas pernas ficaram esmagadas pela poltrona da frente – tente imaginar assistir a um filme numa posição extremamente atroz. Ademais, havia alguns miseráveis a conversar – agora consigo entender por que aquele estudante de medicina entrou numa sessão metralhando todos.

 

O filme “Anjos e Demônios” foi a pior coisa que assistir até hoje – acho porque não estou acostumado a novelas da globo, senão entraria goela abaixo. Entretanto, como estou acostumado a ver filmes como Gladiador, Uma Mente Brilhante, Tróia, Cruzadas, Jack – o estripador, Janela Secreta, Alexandre, o grande, Gênio Indomável etc., esses são alguns dos grandes filmes que poderíamos assistir a várias vezes sem enjoar, nem causar pane cerebral.

 

Ele não prende a atenção do telespectador como os filmes citados acima. É muito ficcional, ou seja, foge muito da realidade – que acaba tornando-o chato e ignóbil. Acredito que prender a atenção seja um dos principais elementos de um bom filme, assim como é de um livro.

 

Há cenas cabalmente repulsivas e medíocres; principalmente as finais que me causaram um deserto mental, aquele provocado ao Diogo Mainardi como telespectador dos desenhos de Hanna-Barbera. Provocando-me também “uma ideia a menos, um pensamento a menos, uma sinapse a menos”. De nada adianta ler depois: Epicuro, Montaigne, Zenão, Demócrito, Sêneca e Schopenhauer.

 

O ator protagonista Tom Hanks que atuou em filmes como “Resgate do soldado Ryan”, “A espera de um milagre”etc., atuar nesse filme não foi uma “tacada de mestre”, deve ter sido uma “tacada de necessitado”, pois é um péssimo filme. Esse filme é baseado no livro de Dan Brown – o mesmo escritor do livro “Código da Vinci”. Não tive paciência de ler esses livros, espero ter um dia – depois que eu morrer. Gosto de ler Rimbaud, Baudelaire, além dos filósofos citados e entre outros.

 

Portanto, já odiava fazer coisas em grupo, depois dessa péssima experiência, nem por malditos dois pontos. O estrago causado em meu intelecto não valeu por tão pouco, agora viverei com falhas intelectuais e de personalidade. Agradeço ao escritor Dan Brown e ao cineasta Ron Howard por tornarem-me idiota.

publicado por poetaaaronlino às 14:21 link do post
Inesquecível.
Lilian a 2 de Agosto de 2013 às 12:49
Julho 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
14
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
28
29
30
31
arquivos
2013
2012
2011
2010
2009
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Depende do significado de sua abordagem... O crist...
então o cristianismo é perfeito como ideia?vc não ...
Você é muito jovem ainda...Dizer que Nietzsche não...
Por este texto, em que o universo caminha sempre d...
A teoria da evolução não exclui Deus? Então onde e...
Você não compreendeu nada ainda sobre o sábio e po...
Olha... nunca li tanto ABSURDO quanto essas "afirm...
Preciso falar com você gostaria agendar uma ...
Inesquecível.
Não exatamente, eu sou um simples filósofo e fui m...
blogs SAPO