05 de Maio de 2010

 

            A tecnologia é a reação do homem contra as dificuldades no desenvolvimento do mundo. Ele procura se aperfeiçoar para que construa com mais facilidade e de forma inteligente e segura suas criações; e também adaptar o humano ao meio que vive. Então, pode-se defini-la como conjunto de conhecimento que se aplicam a um determinado ramo de atividade.

 

            Com relação às grandes invenções, na segunda metade do século XV, João Guttenberg, alemão, inventou os tipos metálicos e móveis de imprensa cujo primeiro livro impresso foi a bíblia em 1455. A tipografia do século XVI era conhecida dos chineses desde o século VI e introduzida na Europa seis séculos depois. Em seguida, foi revolucionada pelos alemães porque a dos orientais eram primitivas e limitadas.

            No século XVIII, com o advento das indústrias o comportamento das pessoas mudou completamente. Elas deixavam seus pequenos negócios (artesanato etc.) para ingressar nas indústrias com esperança de melhores salários, porém a realidade era outra. Trabalhavam mais de quinze horas por dia num ambiente mal iluminado, sujo, cheio de ratos e extremamente cálido.

            Esses trabalhadores, que incluía desde crianças a mulheres, recebiam um péssimo salário, por isso mantinham todos da família para aumentar a renda, mas mesmo assim era pouco. Muitos deles ficavam doentes devido às instalações irregulares das fábricas. E gastavam o pouco que tinham com consultas médicas.

            As indústrias do século XX são marcadas também por condições precárias de trabalho – as árduas horas de trabalho e o desempenhar repetitivo de apertar parafusos e puxar de avalancas – leva o indivíduo a um sofrimento físico e mental que é fruto desse processo de industrialização. Muitas das características das fábricas são encontradas no estilo de McDonald’s: "a homogeneidade dos produtos, a rigidez das tecnologias, as rotinas padronizadas de trabalho, a desqualificação, a homogeneização da mão-de-obra, o trabalhador em massa e a homogeneização do consumo (...) nestes aspectos, essas características continuam vivas nos dias atuais".

            Por fim, o avanço tecnológico (na segunda metade do século XX) marcou principalmente pelo advento do computador, uma das invenções mais importante de todos os tempos. E atrelado a essa grande criação veio, além dos benefícios, vários problemas como síndrome do olho seco, o vício por jogos etc.; ou casos como disseminação da pornografia infantil, da violência por grupos hitlerianos etc.. Portanto, como tudo que surge no mundo, tem seu lado bom e ruim: a era tecnológica não é exceção. 



publicado por poetaaaronlino às 17:14 link do post
Maio 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Depende do significado de sua abordagem... O crist...
então o cristianismo é perfeito como ideia?vc não ...
Você é muito jovem ainda...Dizer que Nietzsche não...
Por este texto, em que o universo caminha sempre d...
A teoria da evolução não exclui Deus? Então onde e...
Você não compreendeu nada ainda sobre o sábio e po...
Olha... nunca li tanto ABSURDO quanto essas "afirm...
Preciso falar com você gostaria agendar uma ...
Inesquecível.
Não exatamente, eu sou um simples filósofo e fui m...
blogs SAPO